Notícias
2017-05-17 07:00:48

Investigadores da Universidade da Califórnia desenvolveram um medicamento que substitui a pílula diária. À base de plantas medicinais, impede a fecundação e tem menos efeitos colaterais.

 

Investigadores da Universidade da Califórnia desenvolveram um medicamento que pode substituir a toma da pílula diária e da pílula do dia seguinte. À base de plantas medicinais, impede a fecundação e provoca menos efeitos secundários replica watches.

A pesquisa revela que a ciência se está a virar de novo para a medicina natural com um novo contracetivo à base de plantas, de uma só toma, que vai permitir às mulheres planear e planificar a sua gravidez. Ao invés de tomar a pílula diária para evitar a gestação, bastaria fazer uma única toma (antes ou depois das relações sexuais).

A pílula integra compostos das plantas dente de leão e ayahuasca (uma planta usada na medicina tradicional chinesa) e impede a fecundação do óvulo e não a sua implantação como sucede com a «pílula do dia seguinte».
 
Ler na íntegra aqui
 
Fonte «Observador»

 

Membros
FARMÁCIAS DE SERVIÇO
Pesquisar

Pesquise as Farmácias de Serviço na sua zona.

Distrito
Concelho
BOLSA DE EMPREGO
Ver todas

Consulte as últimas ofertas:

01-03-2011
09-03-2011

Newsletter

OK